sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

A VERDADE SOBRE A TRANSFIGURAÇÃO


A verdade sobre a transfiguração
Nos relatos bíblicos a transfiguração ocorre exatamente no meio de uma narrativa, sendo portanto um episódio de grande importância como também foi a confissão do apostolo Pedro, onde o mesmo movido pelo Espirito Santo faz uma revelação da Identidade de Jesus. Jesus queria que a transfiguração fosse testemunhada por seus apóstolos e com isso levou consigo, Pedro, Tiago, e João. Em Mateus 17.2, relata que “Jesus foi transfigurado diante deles e seu rosto resplandeceu como o sol e suas vestes tornaram-se brancas como  a luz. Logo em seguida aparecem dois personagens descritos como “Moisés e Elias” os quais conversavam com Jesus. Já o relato do apostolo Lucas afirma que os apóstolos “viram a sua glória” (Lucas 9.32).

Conforme deduções de Religiosos, de muitos Teólogos e Pastores, Moisés representa a Lei e Elias os profetas. “Os quais apareceram com glória, e falavam da sua morte, a qual havia de cumprir-se em Jerusalém”. (Lucas 9.31).

Qual seria a participação de Moisés e de Elias no processo de salvação da humanidade?... Na verdade Nenhuma !

"De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra; Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade" Efésios 1. 10,11.
"E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja. Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos". Efésios. 1. 22,23.

“ Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade”. Efésios. 1.4,5.

A Visão de Pedro e dos Apóstolos.

A Verdade sobre a TransfiguraçãoPara Jesus o encontro foi real, mas para os discípulos foi uma visão ou uma aparição sobrenatural. As visões e outros fenômenos espirituais são mencionados na Bíblia tanto no Velho Testamento como no Novo Testamento, onde entendemos que as visões sobrenaturais, dependem da vontade de Deus. “Mas há um Deus no céu, o qual revela os mistérios; ele, pois, fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de acontecer nos últimos dias; o teu sonho e as visões da tua cabeça que tiveste na tua cama são estes”: Daniel 2.28. “E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles. Mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem. (Lucas. 24. 15,16). Os olhos fechados é como os dois discípulos a caminho de Emaús, os quais caminharam lado a lado com Jesus mas não o reconheceram. E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles. Mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem. Lucas 24:15,16.

"As causas de não entendermos uma visão sobrenatural, está simplesmente em nossas limitações humanas, onde vemos literalmente aquilo que tem sentido espiritual".

"E viu o céu aberto, e que descia um vaso, como se fosse um grande lençol atado pelas quatro pontas, e vindo para a terra. No qual havia de todos os animais quadrúpedes e répteis da terra, e aves do céu. E foi-lhe dirigida uma voz: Levanta-te, Pedro, mata e come. Mas Pedro disse: De modo nenhum, Senhor, porque nunca comi coisa alguma comum e imunda. E segunda vez lhe disse a voz: Não faças tu comum ao que Deus purificou. E aconteceu isto por três vezes; e o vaso tornou a recolher-se ao céu. E estando Pedro duvidando entre si acerca do que seria aquela visão que tinha visto, eis que os homens que foram enviados por Cornélio pararam à porta, perguntando pela casa de Simão". Atos 10. 11,12,13,14,15,16,17. 
Para os Judeus os "Gentios" eram considerados imundos e os mesmos consideravam os únicos herdeiros da salvação.

Elias e sua importância para os Judeus.

a-verdade-sobre-transfiguracao“E os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Por que dizem então os escribas que é mister que Elias venha primeiro?” (Mateus. 17.10). Isto é, que seria necessário que o “Profeta Elias” viesse primeiro, Jesus então lhes responde que o “Elias” referendado pelos escribas era o “João Batista”, e que o mesmo já tinha vindo, como foi entendido depois pelos discípulos.
Conforme data do antigo testamento, Moisés viveu e morreu, "E disse-lhe o SENHOR: Esta é a terra que jurei a Abraão, Isaque, e Jacó, dizendo: À tua descendência a darei; eu te faço vê-la com os teus olhos, porém lá não passarás. Assim morreu ali Moisés, servo do SENHOR, na terra de Moabe, conforme a palavra do SENHOR. E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; e ninguém soube até hoje o lugar da sua sepultura". Deuteronômio. 34:4,6.5.  mesmo que Moisés e Elias sejam os representantes legítimos da Lei e dos profetas para os judeus, uma simples aparição dos mesmos, causariam um desastre no cristianismo. “Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele”. Hebreus. 10.38. “Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite”. (Lucas 16:31), isto é, ou que apareça pregando.

A verdade sobre a transfiguração
Neste encontro, Moisés e Elias representavam espiritualmente a pessoa de Deus "O Pai" e de Deus "O Espirito Santo", na verdade tratava-se de uma conferência onde uma decisão ia ser tomada e também por se tratar de um acontecimento inédito na historia da humanidade, e foi na figura de Moisés e de Elias que Deus o Pai e o Espirito Santo se identificaram."  Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e mediante quem tudo existe, trazendo muitos filhos à glória, consagrasse pelas aflições o príncipe da salvação deles. Hebreus. 2.10. A simbologia é marcante na bíblia e é através dela que os mistérios mais profundos são revelados. Depois que jesus ressuscitou ele apareceu em uma forma diferente aos discípulos, Marcos. 16.12. No caminho para Emaús, os discípulos não o reconheceram. (Lucas 24.16-18). “Abriram-se lhes então os olhos, e o conheceram, e ele desapareceu lhes”. (Lucas. 24.31). Vemos também no batismo, onde; “Jesus viu o céu se abrindo e uma pomba descendo sobre Ele, e uma voz que do céu dizia: Este é meu filho amado em quem me comprazo”. (Mateus. 3.16,17). E no Velho testamento: a não citação da presença em si de um personagem não quer dizer que o mesmo não esteja presente, “E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Ele Disse isso pra quem?, pois é, tinha alguém ao seu lado”. ( Gênesis. 2.18). “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. (Gênesis. 2.26). Aqui neste versículo não temos dúvida de que existia alguém ao seu lado e a altura de Deus no ato da criação do homem. Novamente posso citar a inclusão de personagens ocultos em Gênesis “ Eia, desçamos e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro”. (Gênesis. 11.7). 

Marco relata que os discípulos ficaram assustados.

“Pois não sabiam o que diziam porque “estavam assombrados” (Marcos. 9.6). Se admitirmos que tais personagens eram realmente Moisés e Elias, estaríamos cometendo um grave erro e alimentando esperanças para religiões espíritas e daquela que acreditam na reencarnação e na aparição de mortos ou de fantasmas e também daquelas que acreditam no purgatório onde as almas passam por um período de aperfeiçoamento. Vemos na parábola do rico e do Lázaro, a figura de “Abraão” representando Deus e informando que àqueles que estão salvos ou condenados não podem se deslocar dos seus lugares, isto é, estão limitados. “ E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá”. (Lc 16.26).

Jesus é confundido com um fantasma. 

a-verdade-sobre-transfiguracao“Tendo despedido a multidão, subiu sozinho a um monte para orar. Ao anoitecer, ele estava ali sozinho, mas o barco já estava a considerável distância da terra, fustigado pelas ondas, porque o vento soprava contra ele. Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar. Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: “É um fantasma”.  E gritaram de medo. Mas Jesus imediatamente lhes disse: "Coragem! Sou eu. Não tenham medo!".  "Senhor", disse Pedro, "se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas". "Venha", respondeu ele. Então Pedro saiu do barco, andou sobre as águas e foi na direção de Jesus. Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, salva-me!".  Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: "Homem de pequena fé, por que você duvidou?". Mateus. 14: 23-31.

No Novo Testamento Jesus falava por  meio de parábolas, isto é, fazia comparações, usava símbolos ou figuras para ilustrar seus discursos, este método também foi muito empregado pelos profetas do Antigo Testamento. "Abrirei os lábios em parábolas e publicarei enigmas dos tempos antigos"(Mateus 13:34-35). Os Discípulos perguntaram as Jesus! “Por que lhes falas por parábolas?"(Mateus 13:10; Marcos 4:10). E Jesus lhes responde; "Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas àqueles não lhes é isso concedido" (Mateus 13:11). "Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR.  E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição". Vemos neste versículo um dos grandes exemplos o profeta fala claramente ou de forma literal, só que quem apareceu não foi Elias e sim o João Batista, pois João Batista como disse Jesus viria no espirito de Elias "E irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto",  isto é, que o João Batista seria igual ao profeta em seu modo de viver e pregar.

Outro Ponto importante está nesta declaração do próprio Jesus.

“Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu”. João 3. 13. Portanto onde quer que estivessem os Profetas Moisés e Elias, os mesmos não poderiam voltar a terra.

Simbolismo Religioso e Patriarcal.

A verdade sobre a tranfiguração
É muito fácil explicar porque os discípulos deduziram que eram Moisés e Elias, primeiro porque eles estavam assombrados (Marcos 9.6), ou melhor a visão era tão gloriosa que os mesmos não conseguiram discernir quem era quem, e em segundo, porque Moisés e Elias eram os profetas considerados santos e venerados pelos judeus. E em terceiro por que o ser humano é limitado no seu entendimento em relação às visões e revelações. Lucas relata que os apóstolos estavam carregados de sono e quando despertaram viram a sua gloria e aqueles varões que estavam com ele. (Lucas. 9.32).


No cristianismo Elias é comparado a Jesus e a João Batista em suas manifestações, como no relato da transfiguração ao lado de Moisés. Já Moisés, é considerado Patriarca dos judeus e seu principal legislador sendo um dos mais importante líder religioso, sendo venerado no cristianismo como um profeta e santo. Conforme data do antigo testamento, Moisés viveu a mais ou menos uns 1.200 anos antes de Cristo e Elias mais ou menos uns 850 anos antes de Cristo . Como poderia os discípulos reconhecerem suas feições ou as características dos mesmos.?

A Revelação.

A voz não veio do céu e sim da nuvemIsto é, quem falou estava dentro da nuvem, ou na nuvem.

“E, dizendo Ele isto, veio uma nuvem que os cobriu com a sua sombra; e, entrando Eles na nuvem, temeram. E saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho; a ele ouvi”. (Lucas 9. 34,35).
Qual dos personagens disse que Jesus era seu filho, foi Moisés ou Elias?, bem isso não podemos afirmar, mas Um destes personagens que estavam com Jesus era Deus o Pai, como consta no versículo (35), pois Um deles chamou Jesus de filho, portanto não poderia literalmente ser nem Moisés e nem Elias.

Por que Deus Pai e o Espírito Santo Conferenciavam com Jesus?

A verdade sobre a transfiguração
Por que os acontecimentos que viriam a seguir eram decisivos, tratava-se do plano de redenção da humanidade projetado antes da fundação do mundo, portanto uma decisão que envolvia a Santidade de Deus Pai e a sua glorificação, vemos em alguns passagens bíblicas a presença do "Conselho Divino", quando se trata de alguma atitude séria a ser tomada relativa ao destino da humanidade. "Assim também Cristo não se glorificou a si mesmo, para se fazer sumo sacerdote, mas aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, Hoje te gerei". Hebreus. 4.5. "Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei. Hebreus. 7.12. "Dizendo Nova aliança, envelheceu a primeira. Ora, o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar". Hebreus.7.13
"E também o Espírito Santo no-lo testifica, porque depois de haver dito: Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta: E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniquidades. Hebreus. 10. 15,16,17.

“Então disse: Eis aqui venho, para fazer, ó Deus, a tua vontadeTira o primeiro, para estabelecer o segundo’. (Hebreus. 10.9)  “Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse. E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus”. (Colossenses. 1.19,20).

Pr. Adilau Vieira da Costa

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA UNIVERSAL


Referencias:

Fontes Pesquisadas: https://www.bibliaonline.com.br/ acf

Fontes Pesquisadas: http://bibliaportugues.com/kja/

Fontes Pesquisadas:
https://www.google.com.br/searchbiw=1366&bih=589&tbm=isch&sa=1&q=a+transfigura%C3%A7%C3%A3o+e+a+voz+que+vem+da+nuven&oq=a+transfigura%C3%A7%C3%A3o+e+a+voz+que+vem+da+nuven&gs_l=psy-ab.3...162680.180256.0.180926.58.40.0.0.0.0.1124.2610.6-2j1.3.0....0...1.1.64.psy-ab..55.2.1906.0..0.0.aKv8BxWltuw#imgrc=7vtTCwqeaGbeCM:

Fontes Pesquisadas:
https://www.google.com.br/searchbiw=1366&bih=589&tbm=isch&sa=1&q=simbolos+na+biblia&oq=simbolos+na+biblia&gs_l=psy-ab.12...56897.67908.0.72379.12.12.0.0.0.0.1215.4656.5-2j3j1.6.0....0...1.1.64.psy-ab..6.2.1324...0i24k1.0.N9OjgFhDguk#imgrc=kqjnSANIdbUCHM:




Um comentário:

Carlos disse...

Mas não foram os 3 discípulos que disseram ter visto Moisés e Elias, pastor. Os próprios evangelistas é que dizem que eles estavam lá, conversando com Jesus:
Mt 17:3
Mc 9:4
Lc 9:30-32

Att
Carlos