terça-feira, 9 de novembro de 2010

A GRANDE BATALHA E O DIA DO SENHOR

batalha no ceu01
 (Ap. 12.7,8) Então houve guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão. E o dragão e os seus anjos batalhavam. Mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou no céu. Desde a queda do homem, apartir de quando ficou sujeita ao pecado, toda humanidade clama por libertação. Este clamor será atendido e o reinado de Cristo será estabelecido. A vinda de Jesus à terra entre o fim da grande tribulação e ante do Milênio, terá os seguintes  objetivos; primeiro, para prender satanás e seus anjos, eliminando assim toda a rebelião contra o Criador,  tornar Israel cabeça de todas as nações fazendo valer todas as alianças registradas nas escrituras,  estabelecer a justiça e a paz e seu Reino Milenar.
 Desde sua queda, Lúcifer tem sido um inimigo implacável, feroz, e um incansável  perseguidor. (Mat.11.12) , o reino dos céus é tomado a força, e os violentos o tomam de assalto. (Ap.11.17) dizendo: Graças te damos, Senhor Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, porque tens tomado o teu grande poder, e começaste a reinar.  “A força”  isto é com violência, Será uma guerra nas regiões celestiais, esta batalha foi apregoada no antigo testamento, nos evangelhos e até no apocalipse, onde fica claro a destruição que haverá, e será visível a destruição que ocorrerá no universo e na terra. (Lc 21.26) os homens desfalecerão de terror, e pela expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto os poderes do céu serão abalados.

Estava em minha residencia, quando recebi a visita de um Senhor, um irmão da igreja “Deus é Amor”, este irmão veio relatar-me uma visão que tivera, pois tinha ficado muito impressionado com o que vira. O Irmão “Antônio”, relatou-me que tinha contemplado uma visão e nesta visão ouviu um grande estrondo, via uma enorme bola de fogo correr pelo céu indo em direção ao mar e cair, viu quando o mar se agitou de maneira violenta. Passados alguns meses depois deste relato, realmente se concretizou, e o irmão novamente me procurou para confirmar o ocorrido. Na terra como vemos nos versículos haverá uma angustia como nunca houve, não é ficção, é real, e uma prévia do que vai acontecer nestes dias, já vem ocorrendo na terra, como tsunami, maremotos, terremotos como do Haiti, furações nas Américas, chuvas torrenciais alagando, matando e destruindo tudo, etc.

Esse Tempo também é conhecido como, “ A angustia de  Jacó”.

(Jeremias 30.7) Ah! porque aquele dia é tão grande, que não houve outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó; todavia, há de ser livre dela.
Quando ocorrerá essa batalha?

Podemos observar que esta batalha ocorrerá precisamente entre a grande tribulação e a entrada  do Milênio.
(Mat 24.29) Logo depois da tribulação daqueles dias, escurecerá o sol, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados. (24) Mas naqueles dias, depois daquela tribulação, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz; (Sofonis 1.15) Aquele dia é dia de indignação, dia de tribulação e de angústia, dia de alvoroço e de assolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas, (16) dia de trombeta e de alarido contra as cidades fortificadas e contra as torres altas.
Os Sinais.

(Lucas 21. 20,25) Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação. E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. 
Em Joel  vemos um exército atacando, cercando e destroçando o inimigo. Esta guerra não é nossa, é uma peleja entre as forças celestiais do bem e as forças satânicas, mas o povo, a terra e o universo vão sofrer as consequências desta batalhava. Joel cap 2 e versículos de 1º ao 11º, descreve minuciosamente um grande e poderoso exército em formação marchando contra o inimigo, vemos que realmente se trata de uma batalha, e não de um avivamento espiritual como pregam alguns pastores, veja o ver.5, como um povo e não o povo, no ver. 6, diz, os povos estão angustiados. Para confirmar a presença de um exécito no dia do Senhor. (ver. 11); E o Senhor levanta a sua voz diante do seu exército, porque muito grande é o seu arraial; e poderoso é quem executa a sua ordem; pois o dia do Senhor é grande e muito terrível, e quem o poderá suportar?

Vários confrontos entre os Anjos e os demônios, são relatados na bíblia, (Judas cap. 1. 9) Mas quando o arcanjo Miguel, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda. Em Daniel quando o Arcanjo Miguel vem em ajuda dos anjos mensageiros. Observe a narração do anjo mensageiro, que fala com Daniel que ele estava ali para trazer a resposta as suas orações mas foi impedido pelo “Príncipe da Pérsia”, e para ajudá-lo, veio o outro anjo o “Arcanjo Miguel”, o qual não estava ali, mas estava retendo “Príncipe da Persia”. Foram Vinte e um dias de luta de batalha.
(Daniel 10.13) Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu o deixei ali com os reis da Pérsia.
Sabemos que os livro e os versículos de apocalipse como demais livros da bíblia não estão em ordem cronológica, e devemos ter muito cuidado na interpretação. O versículo abaixo mostra que após a batalha, satanás não está mais presente na terra, e onde o “Anjo” declara a posse do “Reino de Cristo” isto é o Milênio.
(Apocalipse 12.10) Então, ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e o poder, e o reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo; porque já foi lançado fora o acusador de nossos irmãos, o qual diante do nosso Deus os acusava dia e noite.

Mesmo diante dos horrores que acontecerão nestes dias, ainda haverá salvação.

(Apocalipse cap.7.14) Respondi-lhe: Meu Senhor, tu sabes. Disse-me ele: Estes são os que vêm da grande tribulação, e levaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro.
(Apocalipse cap. 12.10) Então, ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e o poder, e o reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo; porque já foi lançado fora o acusador de nossos irmãos, o qual diante do nosso Deus os acusava dia e noite.
(Daniel 12.1) Naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo; e haverá um tempo de tribulação, qual nunca houve, desde que existiu nação até aquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro.

Nenhum comentário: