terça-feira, 7 de setembro de 2010

QUEM DIZ O POVO SER O FILHO DO HOMEM?


jeus pregando as multidões
Jesus foi para os seus contemporâneos, o que poderíamos chamar de um ser controverso, raramente duas pessoas pensavam e diziam a mesma coisa sobre Ele. Muitos que o viam comendo, diziam: “Eis ai um comilão e beberrão amigo de publicanos e pecadores” (Mt 11.19). Muitos daqueles que testemunhavam a operação dos seus milagres diziam: “ Ele engana o povo” (Jo 7.12) ou “ele o curou… Ele opera sinais pelo poder dos demônios” (Mt 12.24).

Quanto ao seu ministério. Aqueles que O viam citando as Leis diziam: “Este é Moisés”. Aqueles que viam o Seu zelo em despertar a fé no verdadeiro Deus diziam: “Este é Elias”. Aqueles que O viam chorar enquanto consolavam os infelizes e abandonados diziam: “ Este e Jeremias”. Aqueles que O viam pregar o arrependimento como meio único do homem alcançar o perdão divino diziam: “Este é João Batista”.
Ninguém, exceto os seus discípulos, conheciam a Sua verdadeira identidade divina.

Jesus é o segundo adão, o cabeça e o representante da raça humana (Co 15.45). Tomando para si este título, Jesus testificou contra pólos opostos do erro acerca da Sua Pessoa: o Pólo ebionita que afirmava que Jesus como “filho de Davi” era apenas um ser humano: não divino e o pólo gnóstico, que negava a realidade da natureza humana de Jesus.
Cristo não morreu acidentalmente, nem como mártir, e nem para exercer influencia moral sobre os homens, nem para manifestar o repúdio de Deus contra o pecado. A morte de Jesus Cristo foi o único recurso do conselho divino que satisfazia plenamente os requisitos necessários à redenção do homem caído e sem qualquer esperança de salvação.
“Mas vós, quem dizeis que eu Sou?”
A esta pergunta Pedro respondeu solenemente: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo”, ao que Cristo respondeu: “Não foi a carne e nem o sangue que revelaste, mas o Meu Pai que estás no Céu” (Mt 16.16,17) . A revelação de Cristo não é revelada por canais humanos e naturais é produto da revelação Divina através de vidas transformadas pelo Espírito Santo.
Para João Batista, Cristo é: “ ...O Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” ( Jo 1.29). Para os Samaritanos que O viram junto ao poço de Jacó, Ele é “...Verdadeiramente o Salvador do mundo” (Jo 4.42). Para Maria Madalena, Ele è o “ Meu Salvador” ( Jo 20.13). Para Tomé, Ele è o “ Senhor meu e Deus meu” ( Jo 20.28). Para o apostolo Paulo, Ele é aquele no qual “ tudo subsiste” ( Cl 1.17). Para o Escritor da Epístola aos Hebreus, Ele é o “Sumo sacerdote...,Santo, inculpável,sem mácula, separado dos pecadores e feito mais alto do que os céus” ( Hb 7.26). Para Deus o Pai, Ele é “ meu filho amado em quem tenho prazer” (Mt 3.17). Para os Anjos Ele é o “...o Cordeiro, digno de receber o poder e a riqueza...”( Ap 5.11,12).
E para você quêm é o Cristo!

Technorati Marcas: 





0 comentários: